Reeducandos da Penitenciária de Caruaru irão produzir máscaras para hospitais

Foto: Divulgação/SERES

Os reeducandos da Penitenciária Juiz Plácido de Souza, em Caruaru, vão produzir, a partir desta sexta (27), máscaras para serem utilizadas na prevenção do coronavírus. Cerca de 300 quilos de acetato foram doados por um empresário local à unidade prisional. 

A gerência prisional reservou um local para a confecção do material, onde dez reeducandos vão trabalhar de segunda a sexta, das 8h às 17h, e produzirão mil unidades que serão doadas aos profissionais de saúde dos hospitais Regional do Agreste e Mestre Vitalino, Fusam e UPAE.

O secretário de Justiça e Direitos Humanos, Pedro Eurico, define a iniciativa como essencial no processo ressocializador. “Contribuir com a população, direta ou indiretamente, em um momento como este que estamos atravessando é nobre para qualquer cidadão. A ideia é ampliar a atuação para outras unidades prisionais e, assim, ajudar cada vez mais a sociedade com a mão de obra carcerária”, relata.

Interessados em fazer doações ao sistema prisional de Pernambuco, podem entrar em contato através do telefone (81) 9.9488.2107 ou e-mail paulo.paes@seres.pe.gov.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

scroll to top